As 5 linguagens do amor

Livros - Séries - Filmes

Itupeva - As 5 linguagens do amor

As 5 linguagens do amor

Você pensa que seu relacionamento não está dando certo? Talvez seja porque você e seu parceiro(a) não comunicam na mesma linguagem de amor e nenhum faz questão de comunicar na linguagem do outro.

As 5 Linguagens do Amor fala sobre as várias formas de se demonstrar e entender o amor. O autor defende que, assim como possuímos uma primeira linguagem na linguística de idiomas, possuímos uma linguagem emocional (que ele chama de “linguagens do amor”). Chapman categoriza 5 formas mais gerais: Palavras de Afirmação, Qualidade de tempo, Receber Presentes, Formas de Servir e Toque Físico.

O livro é extremamente didático, com uma leitura leve através de relatos de experiência. Nesta obra, Chapman fala sobre atos e atitudes que fazem a diferença na construção de um relacionamento que faz bem a ambos, onde se faz necessário compreender os cinco idiomas do amor e aprender a falar a primeira linguagem de seu cônjuge, mesmo que não seja o seu natural (o que torna o ato de amor muito maior, pois exigirá seu esforço e dedicação). Contudo, essas linguagens do amor se estendem para além de casais, serve para qualquer relacionamento (inclusive possui um capítulo denominado “Os Filhos e as Linguagens do Amor” que serve como um guia para a criação de filhos). É uma leitura indispensável para quem busca a saúde emocional em seus relacionamentos. Definitivamente indico a todos os pais, filhos, casados e solteiros.

Leia também:

PALESTRA SOLIDÁRIA MEU FELIZ 2019

VOCÊ TEM MEDO DE DIRIGIR? SABIA COMO SE LIVRAR DESTE MEDO!

COMO O COACHING PODE TE AJUDAR?

COACHING EXECUTIVO

Se eu pudesse listar algumas mensagens enraizadas em meu coração, ficaria da seguinte forma:

  1. Sentir-se amado é a principal necessidade do ser humano. O casamento foi idealizado para suprir essa necessidade;
  2. Apaixonar-se não é amor verdadeiro. A paixão supre apenas temporariamente a carência emocional do amor;
  3. Os segredos de um casamento feliz também são instrumentos para uma boa vivência com os pais e com os filhos;
  4. Somente sinceridade não adianta, precisamos aprender a falar a primeira linguagem do outro, se quisermos suprir-lhes sua necessidade emocional do amor;
  5. Amar é um compromisso. Amar é ato de escolha. O amor faz a diferença. O amor vale a pena.

Fonte: http://minhacontracapa.com.br

Visite Itupeva - SP